quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Essa ou Aquela, e Agora José ???????


Olá pessoas, espero que todos estejam se dedicando ao máximo nesse começo de semestre e claro sempre com muito bom humor e destruindo esses meros exercícios de física, química, essas coisas. Como tenho verificado, os vestibulares ainda estão na onda de chamar alunos para preencher vagas remanescentes, ou seja, ainda não tem informações preciosas para nós, ai então resolvi encher linguiça e escrever um texto para vocês na esperança que este os ajude na hora de suas escolhas.
O ano do vestibulando começa e junto com ele (ou quem sabe até mesmo antes dele) o momento da escolha: o que prestar? Qual carreira seguir? Qual campus escolher? Escolher instituições menos concorridas? Estas são algumas questões que pairam sobre as cabeças, ou melhor dizendo, ficam dentro da cabeça dos vestibulandos.
Em uma busca na internet pela palavra “profissão” apareceu 29.900.000 referências. Já o verbete “faculdade” cerca de 55.000.00. Como se não fosse o bastante a gama de referências encontradas para estas palavras existem instituições, assim como a Universidade Estadual Paulista - UNESP, que estão dispersas por todo o seu território Estadual. A UNESP está presente em 23 cidades do estado de São Paulo, o conjunto destas unidades proporciona 168 opções diferentes para o aluno. Diante deste grande “cardápio”, como escolher a carreira certa para seu futuro? Acredito que o aluno deva levar em consideração que a escolha da carreira é apenas uma das escolhas que deverá fazer em sua vida e se faz importante que esta esteja em concordância com que ele deseja para sua vida.
Mas então como escolher? Poderia listar diversas “receitas de bolo” as quais diriam a vocês se devem realmente seguir essa ou aquela profissão, mas como não concordo muito com isso, falarei sobre o que acredito que deva ser levado em consideração. Sendo assim, as respostas a estas e outras questões podem ser encontradas em uma auto-avaliação de suas preferências. Identificar o que gosta de fazer, tipos de filmes que o atraem, gênero de livros, se você é observador, analista, expressa/discuti suas idéias, etc..., estas observações do seu cotidiano mostram algumas pistas da sua personalidade e possivelmente indicam uma carreira em que você gostará e será bem sucedido porque vai ser prazeroso se dedicar.
Para aqueles em que o curso escolhido é oferecido em mais de uma unidade da Instituição, acho de extrema importância procurarem saber para que área aquela unidade está voltada, quais os tipos de pesquisas desenvolvida pela unidade, pois estes são indicadores de para onde a suas graduação se voltará e as possíveis áreas em que você terá oportunidade de desenvolver suas atividades extras curriculares. Outra questão de grande importância é a que não se deve cair no conto “lá a relação candidato vaga é baixa”, isso mesmo, este parâmetro não mostra nada, você tem sim é que olhar para a nota de corte do curso escolhido, mas antes de olhar pela concorrência você deve priorizar o que gosta.
Para finalizar deixo que: a escolha a ser feita deve vir das coisas em que você gosta e não das que podem ser mais fáceis, pois o resultado de um trabalho reflete o quanto o indivíduo que o realizou gosta de fazê-lo. Assim será bem sucedido na profissão que tiver o “tesão” de realizar.
Abraços ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário